Tradutor

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

3ª Légua Nudista

 
A terceira Légua Nudista Internacional da Praia do Meco já está acertada para sábado 19 de setembro, dia em que a organização espera multiplicar os participantes.
As regras são simples: correr (praticamente) como se veio ao mundo a distância de uma légua na areia, num percurso de ida e volta com 5 km. E é apenas praticamente porque as meninas, para quem seja desconfortável pular, podem usar uma sutiã discreto. Quanto ao resto, vá, são permitidas sapatilhas (e meias, lá está). E aconselha-se o uso de protetor solar.
Esta será a terceira edição, que se espera concorrida, até porque não tem limite de inscritos. Na primeira, em 2013, terminaram 28, na segunda, em Maio de 2014, quase dobrou. José Sousa, das Lebres do Sado, acredita que a evolução se manterá. Até porque, e isto dizemos nós, tudo vai do começar.
Além da corrida, cujo dorsal é uma pulseira, haverá uma caminhada. Ah, e uma t-shirt, por incongruente que pareça. “Depois treinam com ela, como eu faço, diz José Sousa”. A inscrição faz-se em legua-nudista@gmail.com e manterá o preço anterior de 7,5€.
A prova terá o apoio da Associação de Atletismo Lebres do Sado, do Clube Naturista do Centro, da Federação Portuguesa de Naturismo e da Federação Naturista Internacional.

Ivete Carneiro

running.jn 

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Salão Erótico do Porto com sala de nudismo.

Pois é, nem queríamos acreditar quando lemos esta noticia no Correio da Manhã de sexta feira.
Depois de passarmos o tempo todo a dizer que o nudismo não tem nada a ver com sexo, que se trata simplesmente de algo que acreditamos ser natural e que não se deve fazer essa ligação, alguém resolve fazer uma colagem com uma feira de sexo, permitindo a criação de uma sala de nudismo com camarim e bar.
Será que não perceberam que esta iniciativa abala o trabalho desenvolvido pelas associações existentes na luta por mais e melhores espaços nudistas/naturistas?
Nada temos contra as feiras eróticas ou feiras de sexo, no entanto continuamos a achar que o nudismo/naturismo não é sexual, podendo ser, até, uma actividade familiar.
Se querem divulgar o nudismo numa feira, porque não fazer uma feira de nudismo/naturismo, com a participação de todas as associações e parques existentes, não só em Portugal como também em Espanha, algumas empresas ligadas ao naturismo (spas, massagens e produtos naturais),  e, então sim, uma zona nudista vedada para quem quisesse despir-se de preconceitos.
E como estas feiras temáticas costumam ter "embaixadores", com certeza que algumas das figuras públicas que se identificam com este estilo de vida, não se importariam de o fazer.
Fica a ideia...

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Nota dos Administradores

Ausentes durante muito tempo, devido a uma vida muito preenchida (quer familiar como profissionalmente), não deixámos de ter atenção ao que se passa em relação à paixão do nudismo. No entanto e devido a já não conseguirmos postar com tanta regularidade, chegámos a equacionar a possibilidade de fechar de vez o nosso blog, mas pensamos que mais vale pouco do que nada, por isso iremos fazer um esforço de estar mais presentes, ou quando tal não for possível, só presentes.

As praias de nudismo mais populares do mundo

O naturismo é uma forma de se viver com base no retorno à natureza. Para tal, nega-se o uso de produtos industrializados, passando a consumir somente alimentos naturais. Isso implica não somente na área alimentícia, mas também o vestuário, o que significa que os adeptos do naturismo também praticam o nudismo.
Ao redor do globo existem muitos locais, em geral isolados do centro urbano, como praias e acampamentos, próprios para o público naturista, isto é, aonde pessoas podem circular livremente nuas sem que haja agressão ao pudor e à moral. O uso de roupas nesses lugares pode ou não ser obrigatório, dependendo das leis e regras locais estipuladas, que variam conforme o país e o que os seus habitantes entendem como bom costume.
Na Europa, não somente é natural haver praias onde o topless é permitido, como também existem aquelas destinadas ao naturismo. São várias as localidades onde as pessoas são bem vindas a tirar as suas roupas e curtir horas de sol em liberdade total, desde que sempre respeitando o espaço dos outros banhistas. Na Grécia, país com algumas das ilhas mais fantásticas do planeta, embora o naturismo não seja permitido por lei, existem algumas praias que são tomadas por esse público.
Nas Caraíbas, o conceito se popularizou de tal forma que nasceu uma modalidade de negócio: o resort naturista. São hotéis cujo principal diferencial é o nudismo, que pode ser imposto pela direção do estabelecimento ou então ficar a cargo dos hóspedes. O Club Orient, em St. Martin é um exemplo de empreendimento onde o uso de roupa é opcional e que não deixa de receber de braços abertos famílias e até crianças.
Já no Brasil, esteriótipo de país tropical, paraíso do sol, com povo sensual, o nudismo em locais públicos, mesmo quando estes têm a chancela legal, ainda causa algum rebuliço. São poucas as praias dedicadas ao público naturista. Em Búzios, edênico balneário fluminense, popularizado pela atriz francesa Brigitte Bardot e conhecido pelos seus maravilhosos restaurantes, ao longo da Rua das Pedras, está situada a belíssima Praia Olho de Boi, uma joia escondida e que vale no mínimo uma visita.

Spiaggia Guvano, Itália


Localizada ao norte de Corniglia, uma das cinco cidades que constituem a rústica Cinque Terre, esta praia é bastante conhecida e também o único ponto de nudismo da região. O percurso para chegar a esse pequeno paraíso é igualmente interessante: chegue à estação de comboios abandonada, atravesse um túnel escuro e assustador em direção a um portão de metal, toque a campainha (isso é uma propriedade particular) e um sujeito desobstruirá sua passagem pela bagatela de € 5. 

Wreck Beach, Canadá
 

Essa praia de Vancouver só pode ser alcançada a pé, por meio de uma escadaria íngreme. Apesar de ser localizada numa área urbana, por estar cercada por uma antiga floresta, a sensação de isolamento é grande aqui, não sendo possível ver das suas areias nenhum edifício. É um destino popular entre os locais, sendo procurada especialmente no verão. Possui um número notável de vendedores ambulantes que vendem camisolas, alimentos e bebidas.

Nugal Beach, Croácia


Próxima à cidade de Tupeci, esta bela praia de mar cristalino é cercada por rochedos e pode ser alcançada por barco ou por caminhos que serpenteiam através da densa floresta que a circunda. Devido à sua localização isolada, oferece privacidade, sendo ideal para a prática de nudismo. Sua faixa de areia pode não ser a mais aprazível, uma vez que é formada por pequenas pedras. 

Bellevue Beach, Dinamarca


A cerca de 12 quilômetros ao norte da capital Copenhagem, esta praia é uma das mais procuradas pelo público local, em especial os jovens e adolescentes, durante o verão escandinavo. Este é um espaço que admite praticantes ou não do naturismo. É um local extremamente limpo e seguro, com salva-vidas vigiando os seus 700 metros de extensão. 

Paradise Beach, Grécia


Ainda que não seja uma praia naturista oficial é normal encontrar adeptos à prática do nudismo nas suas areias. Seu nome se deve a seu edênico mar esverdeado e à vegetação exótica que a circunda. O local é bem estruturado e você terá, à sua disposição, mesas e cadeiras, bem como bares e restaurantes. O acesso é fácil e existem três estacionamentos. 

Orient Bay Beach, St. Martin


O uso de roupas é opcional na praia mais popular e cheia da porção francesa desta ilha das caraíbas, mais precisamente em frente ao Club Orient, o único resort naturista de St. Martin. O local tem ótima infraestrutura, sendo bem servido de restaurantes e WC's. Nos demais pontos da praia é mais incomum encontrar banhistas nus, porém não é impossível. 

Puʻu Olai Beach, Estados Unidos


Conhecida também como Little Beach (Praia Pequena), esta pequena faixa de areia no Makena State Park, na ilha de Maui, no Estado do Hawai, é separada da Oneloa Beach (ou Big Beach - Praia Grande) por um afloramento íngreme formado pela lava do vulcão adormecido Pu'u Olai. É uma das mais famosas (e das poucas) praias de nudismo do Hawai. 

Uretiti Beach, Nova Zelândia


Esta praia de cinco quilometros de extensão é a mais popular da região, no norte do país. O Departamento de Conservação assegura segurança e um local para acampamento para toda a família no interior, com uma simples proibição: não é permitido nudez dentro desse espaço, só na praia. Se você desejar pernoitar no acampamento, com direito a WC e chuveiro com água fria, terá que desembolsar $ 10. 

Sandy Bay, África do Sul


Não é fácil chegar neste local isolado e sem infraestrutura. A praia está situada a 30 minutos de carro e mais 20 minutos de caminhada da Cidade do Cabo. Embora abrigue o público naturista, devido ao vento forte e à água do mar gelada, não é incomum encontrar também banhistas vestidos aqui. Leve ao menos o protetor solar e água potável, pois não existe comércio nas imediações. 

Praia do Meco, Portugal


Esta é a mais famosa praia naturista de Portugal e a que mais faz sucesso, seja local ou internacionalmente. Localizada na região de Sesimbra, trata-se de uma tranquila praia de quatro quilometros de extensão. O mar aqui pode ficar bem agitado, especialmente durante o mau tempo, e, por conta disso, é bastante procurada pelos surfistas. Há estacionamento próximo que cobra apenas € 1  pelo dia inteiro. 

Praia Olho de Boi, Brasil


O caminho de acesso a esta pequena praia em Búzios, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, é longo, íngreme e exige muito esforço físico. A recompensa por vencer esse desafio é ser contemplado com uma das mais belas paisagens locais. É vedado o uso de qualquer peça de roupa nas areias dessa praia, somente podendo vesti-las nas pedras que cercam esse lugar pitoresco. 


Pure Viagem 

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Boas Festas

CASAIS NUDISTAS DESEJA A TODOS OS AMANTES DO NUDISMO/NATURISMO OS VOTOS DE BOAS FESTAS.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Nudismo conquista público



A nudez está na moda e já há mais de uma dezena de formatos em que vale tudo, menos usar roupa.

A divisa despido de preconceitos está a ganhar novo significado na TV. Tudo graças a formatos como o holandês Adam Looking for Eve, em que vários solteiros procuram a sua cara-metade. E o primeiro passo é conhecerem-se tal como vieram ao Mundo. Um sucesso, a que se seguiram o espanhol Adán y Eva e o norte-americano Dating Naked, do VH1.

Mais longe foi o Discovery, com Naked and Afraid, em que aventureiros tentam sobreviver, nus, numa ilha deserta. Já o TLC exibe Buying Naked, sobre nudistas que procuram casa. Em breve, a nudez chegará aos concursos de dança e de culinária.

Notícia Correio da Manhã

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

As melhores praias de nudismo em Portugal

A revista Visão, tem publicado alguns cadernos com as melhores praias para diversas actividades, no ano passado publicou um artigo com as melhores 22 praias de nudismo (legalizadas ou toleradas) de Portugal, com indicações de como lá chegar e coordenadas GPS.
Algumas despertam a nossa curiosidade em as conhecer, outras já as visitámos, como o caso de Odeceixe, onde estaremos já a partir de amanhã.

Fica aqui o artigo:

NORTE - De Caminha a Aveiro

Foz do Minho - ****
Dividida entre a zona marítima, mais ventosa, e a fluvial, tem uma magnífica vista sobre o estuário do rio Minho e o Monte de Santa Tecla, do lado espanhol do rio. Outra mais-valia é a Mata do Camarido: envolve o areal e ali não falta espaço para passeios pedestres ou de bicicleta. Em julho, em Caminha, há a Feira Medieval e em agosto a cidade será palco de uma das etapas do Festival Folkmundo.
GPS: 41º 51' 51" N 8º 51' 52" W


Rodanho - ***
Areal muito extenso mas de  difícil acesso. É ideal para  desportos aquáticos e para quem  procura um local sossegado.
GPS: 41º 40' 02" N 8º 49' 20" W

Furadouro - ***
A proximidade da cidade de Ovar e o facto de ser uma praia muito frequentada pelas populações do interior do distrito, torna-a muito disputada. Perda acentuada de areal, em especial na parte central. Pratica-se naturismo nas áreas mais afastadas dos acessos.
GPS: 40º 52' 25" N 8º 40' 39" W

CENTRO - Da Costa Nova ao Vimeiro

Nazaré-Norte - ***
Cheira a dunas, apetece chegar com banda sonora dos GNR. A encosta é suave, a vegetação mantém-se bonita. Mas o mar é perigoso, apenas bom para quem queira enfrentá-lo com uma prancha sonhando ser Garrett McNamara. É famosa pela onda gigante nascida do chamado Canhão da Nazaré, um enorme desfiladeiro submarino.
GPS: 39º 36'48"N 9º 5'5"W

Caniçal - *****
Lindíssima. Uns cem metros a sul do Forte de Paimogo, há uma estrada de terra batida em bom estado em direção ao mar. Estando de frente para as ondas vê-se o forte, ao fundo, à direita. E apetece ficar.
GPS: 39º 16'46"N 9º 20'12"W

GRANDE LISBOA - De Santa Cruz à Arrábida

Cambelas ou Porto Novo - ****
É lindíssima, é romântica, nada tem além de um acesso de terra batida que na fase final só é viável a pé, por se estar a desmoronar. Com maré vazia, é possível ir a pé junto ao mar até à foz do Sizandro, a norte. Pelo caminho passa-se por várias zonas de praia frequentadas por pescadores e com nomes não assinalados mas conhecidos: Hortas, Porto da Draga, Ponta-da-Vela, Guincho, Ussa, Baldasma, Porto Chão e Baío. Logo em Hortas pode ver-se ainda destroços do navio alemão Alchimist Emden, que aqui encalhou em 1978. Mas será mais fácil fazer o mesmo trajeto de carro, por um estradão de terra batida paralelo ao mar e que segue pelo topo da falésia. A vista é lindíssima.
GPS: 39º 4' 36" N 9º 25' 11" W

Ursa - *****
o caminho da Azóia para o Cabo da Roca segue-se a indicação "Ursa" instalada no início de uma estrada de terra batida. Parte do trajeto até à praia tem de ser feito a pé (10 minutos para a ida, o dobro para o regresso), admirando o ambiente verdejante e o mar. É aconselhável levar comida e bebida, pois não existe qualquer apoio de praia na área balnear. Na praia, muitas vezes cheia de seixos, a presença dos maciços rochosos conhecidos por Ursa e Gigante impressionam. O nudismo é vulgar.
GPS: 38º 47' 25" N 9º 29' 33" W

Olhos d'Água ou Nato - *****
É comum a prática de nudismo neste extenso areal, emoldurado pela arriba fóssil, que aqui passa a integrar a paisagem da zona balnear. O acesso faz-se a partir das praias contíguas ou a partir das instalações da NATO, no topo da falésia. Leve comida, água e proteção para o sol.
GPS: 38º 33' 2" N 9º 11' 16" W

Meco ou Moinho de Baixo - ****
Conhecida praia naturista, o seu extenso areal é protegido por um pinhal e por uma falésia arenosa de onde correm pequenos riachos de água doce. A falésia é ainda aproveitada pelos fãs do parapente para se lançarem sobre a praia. No verão, funciona ali uma biblioteca e um campo de futebol no areal. Os parques de estacionamento são pagos (1€).
GPS: 38º 29' 20" N 9º 11' 2" W

Bicas - ****
Acesso através das escadas de madeira que a ligam ao Campimeco ou por uma rampa larga e inclinada. Na zona da rebentação forma-se um fundão que pode ser perigoso para banhistas com menos experiência. Sobre as escarpas está instalada uma pista de voo livre.
GPS: 38º 27' 53" N 9º 11' 32" W

ALENTEJO E COSTA VICENTINA - De Troia a Vila do Bispo

Aivados - *****
Muito popular entre pescadores à linha e surfistas, esta bela e isolada praia de areia e pedra rolada serve de fronteira entre a zona mais rochosa de Porto Covo, a norte, e o extenso areal do Malhão, a sul. Chega-se lá virando junto à paragem de autocarro da Ribeira da Azenha e percorrendo depois, até ao fim, a estrada de terra que parte das traseiras do café.
GPS: 37º 48' 27" N 8º 47' 47" W 


Alteirinhos - *****
Popularizada numa canção de Jorge Palma, é uma boa alternativa ao habitual rebuliço da Zambujeira do Mar, mas nos últimos anos há cada vez mais banhistas que a procuram. Durante a maré baixa pode-se apreciar todo o seu encanto, com as pequenas enseadas a transformarem-se numa enorme praia polvilhada por rochas e lagoas cheias de lapas, mexilhões e pequenos camarões. O rochedo que se prolonga pelo mar é um dos pesqueiros favoritos da região. É também uma praia oficial de naturismo. Seguir a estrada de terra que sai, para sul, da Praia da Zambujeira.
GPS: 37º 31' 35" N 8º 47' 7"W

Furna das Adegas ou Nus - ***
No miradouro acima do casario da Praia de Odeceixe, um caminho em terra batida dá acesso a esta pequena enseada, hoje uma praia oficial de naturismo, como se lê num cartaz no topo da falésia.
GPS: 37º 26' 17" N 8º 46' 45" W

Carreagem - ****
Outro bom exemplo da beleza desta costa. Durante a maré baixa, as rochas que emergem do mar dão à sua paisagem um ambiente único e na falésia há nascentes de água doce que escorrem encosta abaixo. Seguir indicações no Rogil. A estrada para a praia segue através de campos agrícolas e pinhais, terminando no topo da falésia. O acesso ao areal faz-se através de uma rede de trilhos que descem a arriba, não aconselháveis a pessoas com mobilidade reduzida. Muito tranquila, está quase sempre deserta.
GPS: 37º 30' 55" N 8º 47' 16" W

Murração - *****
Quem passa pela EN 268, entre a Carrapateira e Vila do Bispo, imaginará que a cinco quilómetros fica uma das mais belas praias desta região? A estrada de terra que começa em frente ao parque eólico tem um piso desencorajador e a praia só se vê no final do percurso, após uma curva em cotovelo. Mas a visão é uma merecida recompensa à perseverança. O areal, em forma de ferradura, estende-se pelo vale, da beira-mar ao leito de um curso de água. É limitada, a sul, por uma rocha, enquanto a norte a falésia é mais rasa, permitindo caminhar junto ao mar, explorando a pequena baía que aí se forma durante a maré baixa, quando os caranguejos saem das rochas para se passearem pela areia.
GPS: 37º 9' 17" N 8º 54' 33" W

ALGARVE - De Sagres a Portimão

Barranco - *****
Na aldeia da Raposeira, junto à EN 125, no concelho de Vila do Bispo, não existe qualquer indicação para a praia, mas o caminho não tem nada que enganar: em vez de seguir pela via asfaltada, à esquerda, é só seguir pela estrada de terra que parte da localidade, à direita, e parar junto ao mar. A praia fica no final de um imenso vale, decorado de figueiras e alfarrobeiras, com um extenso areal a rodear uma baía de águas calmas, ladeada de duas enormes falésias. Aqui e ali veem-se pequenos muros de pedra, construídos pelos banhistas para se abrigarem do vento, que em certos dias pode ser um problema. O descampado na retaguarda é muito procurado por caravanistas, que aqui encontram a tranquilidade há muito perdida na maior parte da costa algarvia.
GPS: 37º 2' 35" N 8º 53' 42" W

Zavial - ****
Situada no final de um vale, serve de foz a um riacho, como é comum nas praias desta região. O areal é limitado, em ambos os lados, por falésias. Muito procurada por surfistas, o troço leste da praia é o mais tranquilo, com as suas arribas recortadas. Nas imediações podem ainda ser visitadas as ruínas de uma fortificação do séc. XVII. Seguir as indicações desde a localidade da Raposeira, junto à EN 125.
GPS: 37º 2' 31" N 8º 54' 10" W

Furnas - *****
Junto ao leito de um regato, as ruínas de uma antiga azenha remetem para um tempo que já não existe. Servem hoje de abrigo aos banhistas, tal como as grutas na ponta leste. Para aqui chegar é necessário percorrer cerca de três quilómetros por um caminho de terra, que parte a meio da estrada asfaltada entre a aldeia de Figueira e a Praia do Zavial - existe uma placa indicativa. A estrada termina perto de uma pequena mata de eucaliptos, após atravessar uma improvisada ponte sobre o riacho que desagua na praia. Requer algum sentido de orientação, mas a recompensa final, ao chegar a esta baía de águas calmas, protegida por dois promontórios naturais, vale bem a aventura.
GPS: 37º 3' 23" N 8º 51' 17" W

Vale da Lama - *****
Nome pelo qual é conhecida a ponta nascente da Meia Praia, já mesmo junto à foz da ria de Alvor, da qual está separada por extenso cordão dunar. As águas calmas do lado da ria são muito procuradas por praticantes de windsurf e keitsurf, enquanto a frente marítima, quase sempre vazia, é uma excelente alternativa para quem praia é sinónimo de paz e isolamento. Antigamente, o acesso fazia-se através de uma estrada paralela ao areal, que partia desde o Forte da Meia Praia, entretanto cortada devido à construção de um campo de golfe. Hoje, o melhor caminho para lá chegar é a partir de Odiáxere, seguindo as indicações junto ao campo de futebol.
GPS: 37º 8' 20" N 8º 36' 30" W

ALGARVE - De Ferragudo a Vila Real de Santo António

Grande - ****
O areal e as dunas estendem-se por mais de dois quilómetros, fazendo até esquecer que esta é uma das áreas do Algarve mais densamente construída. Delimitado por duas zonas húmidas (o sapal de Alcantarilha, a oeste, e a Lagoa dos Salgados, importante local de nidificação do flamingo ou do caimão, a leste) o cordão dunar chega a atingir os 300 metros de largura. No centro da praia, um passadiço de madeira sobre-elevado oferece uma vista panorâmica dos arenitos (antigas dunas fossilizadas). Pratica-se naturismo nas zonas mais recônditas. Seguir as indicações junto à povoação de Pêra. Acesso por estrada de terra batida.
GPS: 37º 5' 44" N 8º 20' 11" W

Deserta ou Barreta - *****
De todas as ilhas-barreira da ria Formosa, a Barreta é a única não habitada e a que melhor preserva o riquíssimo ecossistema da região. A ilha mais a sul de Portugal continental é também considerada um autêntico santuário pelos ornitólogos. São dezenas as espécies que aqui nidificam, entre elas o raro caimão-comum, tornado símbolo do Parque Natural da Ria Formosa. Os primeiros duzentos metros da praia, junto ao porto, estão concessionados - uma pequena área, vigiada e com as habituais mordomias balneares, como toldos, espreguiçadeiras ou aluguer de gaivotas e canoas. Quanto ao resto, são mais de nove quilómetros de areia quase virgem, feitos de silêncio e tranquilidade. Existe uma carreira regular de barco desde Faro, com partida do Cais da Porta Nova, junto às muralhas, que faz a ligação à ilha seis vezes ao dia - o último regresso é às sete da tarde.
GPS: 36º 57' 60" N 7º 52' 31" W

Homem Nu - ****
Na ponta ocidental da ilha de Tavira, esta extensa área de areal, quase deserto e em estado semisselvagem, foi a primeira praia naturista oficializada em Portugal. Acesso apenas de barco ou a pé, pela beira-mar, desde a vizinha Praia do Barril.
GPS: 37º 5' 4" N 7º 40' 9" W